quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Irmã Maria Felicissima Moschini - Franciscana do Coração de Maria

IRMÄ MARIA FELICISSIMA MOSCHINI
Uma santa enfermeira na terra

A Franciscana do Coração de Maria Irmã Maria Felicíssima Moschini foi realmente aquela italiana que se doou para o engrandecimento desse Pais, que necessita de corações generosos, que ajude os pobres, os necessitados, os doentes, foi o que fez como enfermeira e farmacêutica.
(Irmã Maria Luigia Moschini, durante a I Semana de Cultura Italiana realizada em Piracicaba\SP em 1999).

Vivo agora em São Paulo, capital, por forca do meu trabalho e encontrei-me há poucos dias com o querido amigo Dr. João Orlando Pavão. Encontro agradável, convite irrecusável: escrever no jornal da Santa Casa de Misericórdia de Piracicaba!!! Da Santa Casa que me viu nascer e onde nasceu minha filha Victoria Maria!
Aproveito então a oportunidade para escrever sobre o privilegio de Ter convivido e privado da amizade com a religiosa Franciscana Irmã Felicíssima. Italiana nascida na Província de Trento, (a mesma região do norte da Itália que deu ao Brasil sua primeira Santa: Madre Paulina), veio para Piracicaba com apenas 10 anos acompanhando seus pais e irmãos que emigraram na esperança de dias melhores. Nascida no seio de uma família cristã que deu à Igreja outros três grandes religiosos franciscanos: Frei Felicíssimo Maria de Prada (1884-1960), Frei Mário Moschini (1924-1987) e a Irmã Maria Luigia Moschini, abnegada e atuante religiosa da comunidade Franciscana da Santa Casa de Piracicaba. Atuou muitos anos em Jundiaì/SP, mais precisamente 38 anos, sendo 25 na área de enfermagem do Hospital S. Vicente de Paula e 13 na Cidade Vicentina Frederico Ozanan. Transferida depois para Piracicaba permaneceu como responsável pela farmácia do Lar dos Velhinhos de Piracicaba pôr quase 6 anos, onde faleceu em 23 de outubro de 1993, após suportar terríveis males de saúde causados pelo câncer.
Em vida recebeu varias homenagens e tive a honra de organizar duas homenagens póstumas:
· Inauguração da Avenida Irmã Maria Felicíssima Moschini em Piracicaba/SP, em 1996.
· Outorga do Diploma Irmã Maria Felicíssima Moschini, durante a Semana de Cultura Italiana, realizada anualmente em Piracicaba durante o mês de novembro para “reunir, saudar, resgatar e homenagear pessoas ligadas às comunidades italianas de Piracicaba. Este diploma foi artisticamente criada e concebido pelo artista plástico Marco Antônio Cavallari e tornou-se objeto de grande admiração entre os felizes contemplados, como por exemplo, Dona Otìlia Dedini, Prof. Humberto de Campos, Dr. Narciso Gobbin, Vereador João Manoel dos Santos, entre tantos outros).
Exemplos como o desta irmazinha só nos fazem bem e perpetuar sua lembrança è assegurar para as gerações futuras o privilégio que tivemos de Ter conhecido e convivido com esta enfermeira que foi uma verdadeira santa na terra.

(Claudinei Pollesel – Conselho Acadêmico do Clube dos Escritores e Membro Titular do Instituto Histórico e Geográfico de Piracicaba)

Nenhum comentário: