quarta-feira, 28 de outubro de 2015

INAUGURAÇÃO DA PRAÇA MADRE CELINA - 25.OUTUBRO. 2015 - PIRACICABA/SP

INAUGURAÇÃO DA PRAÇA MADRE CELINA – NOVA PIRACICABA
Claudinei Pollesel
Com a morte da querida Madre Celina, fundadora do Mosteiro das Concepcionistas de Piracicaba, os "Amigos do Mosteiro" deram inicio á um belo ciclo de homenagens á memória desta querida religiosa, que viveu em Piracicaba por mais de 60 anos.
Primeiro foi colocado seu nome no Centro de Convivência Infantil do Bairro Novo Horizonte. Ela foi a fundadora e mantenedora deste centro desde sua fundação, em 1985,  ao lado do grande Missionário Xaveriano, Pe. Vicente Tonetto. Na festa de nomeação esteve presente o Prefeito Prof. Gabriel Ferrato, a família da madre e nosso querido Bispo Diocesano, Dom Fernando Mason, além de amigos, autoridades e as crianças atendidas na escolinha.
Nesta cerimônia foi muito feliz a colocação do Prefeito, Prof. Gabriel Ferrato, ao afirmar que: “Madre Celina foi vanguardista das políticas públicas voltadas á criança, em Piracicaba. Antes dela não havia espaços com atividades extracurriculares para as crianças. Ela é a grande pioneira ao criar e manter o Centro de Convivência Infantil, no bairro do Novo Horizonte”.
Na seqüência publiquei sua biografia com o título: "Madre Celina, testemunha da alegria". São 200 páginas recheadas de fotos, testemunhos e muita emoção das irmãs e dos amigos que conviveram com a madre. A renda obtida com a venda destes livros foi utilizada na construção da "Capela do Ossário das Irmãs". Assim os restos mortais destas religiosas que estão sepultadas no Cemitério Parque da Ressurreição serão em breve transladados para esta capela e poderão descansar em paz junto de seu Mosteiro, onde viveram em clausura por tantos anos.
Para finalizar este ciclo de homenagens aconteceu no dia 24 de outubro de 2015, ás 10 horas, a inauguração da "Praça Madre Celina". Esta praça está localizada entre o Santuário Nossa Senhora dos Prazeres e o Mosteiro das Concepcionistas, na Avenida Armando Cesare Dedini, na Nova Piracicaba. Trata-se, na verdade de uma rotatória, que carinhosamente passamos á chamar de praça.
A cerimônia da benção da placa com a foto e o histórico da Madre Celina foi presidida pelo Padre Marcelo Bellato, Capelão do Mosteiro e contou com a presença do Prof. Gabriel Ferrato, Prefeito do Município de Piracicaba, do Vereador Capitão Gomes, autor da lei que denominou a praça, dos vereadores Paulo Camolesi e Pedro Kawai, da Secretária Municipal de Desenvolvimento Social, Eliete Nunes, além de amigos e familiares da homenageada.
Muito significativa foi a presença do Sr. Milton Francisco Teixeira, presidente da Pasca, Pastoral da Caridade da Diocese de Piracicaba e do Dr. Antônio Oswaldo Storel, ex-presidente da mesma entidade, acompanhados por professoras, assistente social e crianças atendidas pelo Centro de Convivência Infantil Menino Jesus – Madre Celina, do Bairro do Novo Horizonte.
Muito emocionante foi o momento de descerramento da placa que estava coberta com o manto azul de Madre Celina, isto é, parte de seu hábito religioso, que era utilizado por ela nos momentos de orações.
Após a cerimônia toda a comitiva e os convidados seguiram até o Mosteiro para entregar ás religiosas cópia do texto da lei que denominou a praça e uma réplica da placa com a foto e o histórico da madre. Foram recebidos no locutório da capela pela Madre Maria Antônia e pela sua comunidade de irmãs de clausura. Após este ato houve a celebração da Santa Missa.
A Praça Madre Celina é uma pracinha bem pequena, tem apenas 10 árvores e um grande cruzeiro, que marca a data das Missões Redentoristas que aconteceram no bairro. Mesmo sendo pequena esta pracinha tem algo de muito especial, pois ela tem a cara, o jeito da Madre Celina!  Ela serve de passagem, de caminho até o Santuário. A missão desta pracinha é parecida com a missão desempenhada pela Madre Celina em sua longa existência: ser caminho até Deus, ser ponte até Jesus, levar ás pessoas á Maria, mãe de Deus! Centenas e centenas de fiéis passam por esta pracinha todas as semanas rumo ás missas do Santuário de Nossa Senhora dos Prazeres! Passam carregados de fé, esperança, pedidos e agradecimentos...
Nossa geração teve o privilégio de conhecer e conviver com esta figura feliz e iluminada, que foi a Madre Celina, pioneira e fundadora do Mosteiro da Vila Rezende, mas as gerações futuras dependerão do que deixarmos de vestígios, de sinais para terem este conhecimento e desenvolverem o mesmo carinho e reverência. Assim se justificam estas homenagens.

Claudinei Pollesel é membro do Instituto Histórico e Geográfico de Piracicaba.