domingo, 14 de junho de 2015

MADRE CELINA - TESTEMUNHA DA ALEGRIA

"MADRE CELINA - TESTEMUNHA DA ALEGRIA".

Foram 66 anos dedicados á oração, á caridade e á vida contemplativa dentro do Mosteiro da Luz, em São Paulo e Mosteiro da Imaculada Conceição, em Piracicaba, que agora poderão ser conhecidos através das páginas desta biografia organizada pelo historiador Claudinei Pollesel, do IHGP, com a preciosa colaboração das Irmãs do Mosteiro da Vila Rezende.

São 200 páginas, primorosamente organizadas pela Editora Life, de Campo Grande/MS, com uma rica coleção de fotos antigas e atuais, textos e testemunhos de amigos, parentes e admiradores, além da apresentação de Dom Fernando Mason, Bispo de Piracicaba e prefácio de Pe. Edvaldo Nascimento, Reitor do Santuário de Nossa Senhora dos Prazeres.

Madre Celina faleceu aos 88 anos em 10 de setembro de 2014 e deixou um rastro de realizações e obras de caridade. Foi uma das fundadoras do Mosteiro das Concepcionistas de Piracicaba á pedido de Dom Ernesto de Paula e, mesmo sendo irmã de clausura, atendeu o apelo de Pe. Vicente Tonetto, do Itapuã e fundou o Centro de Convivência Infantil Menino Jesus, que hoje leva seu nome, no bairro do Novo Horizonte, além de buscar meios para a construção de várias capelas em bairros carentes da Paróquia São Francisco Xavier, dos Missionários Xaverianos. Arrecadava alimentos para famílias pobres e houve meses que conseguiu distribuir mais de mil cestas básicas, graças ao grupo de amigos que formou ao seu redor.

Mas a característica principal de Madre Celina não foram suas obras, mas o dom de ouvir e aconselhar, irradiando fé e alegria. Seu bom humor era contagiante e assim devolvia o ânimo de viver para muitos que a procuravam. Sua figura imponente, de hábito branco e véu negro, olhar penetrante e sorriso fácil, contrastavam com as grossas grades do locutório, que a separava do mundo exterior. Ouvia á todos sem pressa e transmitia uma mensagem de paz, coragem e alegria no final de cada conversa. Nunca saberemos quantas pessoas foram ajudadas por ela, quantas mães foram consoladas através daquelas grades, quantos casais foram recuperados por suas orientações, quantos religiosos recuperaram o fervor de sua vocação através de seus ensinamentos, quantos jovens deixaram os vícios graças á sua orientação e intercessão, quantos pais de família puderem levar o alimento do dia para casa graças a bondade da madre...

A clausura foi para a Madre Celina a antecipação do paraíso, nunca um fardo ou um sacrifício. Abriu mão de estar presente em todos os momentos de sua família e de amigos, tornando-se uma monja de clausura com apenas 22 anos. De todas as experiências que esta escolha trouxe talvez a mais difícil tenha sido a morte de sua mãe, no inicio de sua vida religiosa, no Mosteiro da Luz, longe da presença da filha caçula.

Suas saídas do Mosteiro foram somente nas ocasiões que a Regra Concepcionista permitia: consultas médicas e votar nas eleições. Nunca se permitiu qualquer exceção! E era feliz, muito feliz por ser fiel.

Tudo isto e muito mais pode ser conhecido agora com o lançamento de sua biografia no dia 05 de julho de 2015, após a missa das 10.30 hs.no  Mosteiro da Imaculada Conceição, Av. Armando Cesare Dedini, 891 – Vila Rezende – Piracicaba/SP. Será como uma janela que se abre e nos permite dar uma olhada, uma espiada, na vida de uma religiosa que permaneceu  por mais de 60 anos enclausurada buscando a proximidade com Deus...

A obra também poderá ser adquirida nas livrarias Nobel (Rua Moraes Barros, 770), Zac Livros (Rua Rangel Pestana, 850) e Mater Dei (Rua Prudente de Moraes, 525), como também na secretária do Mosteiro e do Santuário de Nossa Senhora dos Prazeres. O preço será de $25,00 (vinte e cinco reais) e este valor será utilizado para quitar os custos da gráfica e para ajudar na construção da capela que abrigará o ossuário das irmãs falecidas.


“Soube como Santa Terezinha, ser missionária sem deixar a clausura. Atenta à vontade de Deus fez da sua vida a contemplação que move a ação. Rezou com o olhar voltado para o céu e para a terra. Falou de Deus garantindo orações às pessoas que lhe foram recomendadas. Falou de Deus atendendo as necessidades dos menos favorecidos, numa parceria de caridade com o Pe Vicente, Missionário Xaveriano. Falou de Deus construindo o Mosteiro das Concepcionistas em Piracicaba. Falou de Deus acolhendo com alegria cada dia de sua vida com os desafios e as realizações da consagração religiosa. Falou de Deus intercedendo de modo especial pelos trabalhos Pastorais da Paróquia e Santuário de Nossa Senhora dos Prazeres, que abriga o Mosteiro da Imaculada.
Que do céu Madre Celina reze ao Senhor Deus por todos nós. Amém.”
 Padre Edvaldo Nascimento - Pároco e Reitor do Santuário de Nossa Senhora dos Prazeres




Nenhum comentário: