domingo, 20 de fevereiro de 2011

Pe. Giovanni Murazzo, pároco do Coração de Maria.


Sábado, 19/02/2011, 19 hs. Ao atravessar solenemente a nave principal da Igreja Matriz do Imaculado Coração de Maria, Pe. Giovanni Murazzo, missionário xaveriano, tornou-se o 14º. Pároco desta grandiosa paróquia da Diocese de Piracicaba.

A procissão de entrada formada pelo Revmo. Sr. Dom Fernando Mason, bispo de Piracicaba e pelos confrades: Pe. Domenico Borroti,superior provincial dos xaverianos, Pe. Mario Tognali, Pe. Wagner Rodrigues Pereira e Pe. Carlos Marcelo Franz, percorreu a igreja lotada de amigos/fiéis, representando todas as 15 comunidades que formam a paróquia da Paulicéia. Significativa a presença das Irmãs Franciscanas do Coração de Maria.

A posse do Pe. Giovanni Murazzo adquire um significado maior pois neste ano de 2011 comemora-se 30 anos da chegada dos Missionários Xaverianos neste santuário mariano.

Durante a bela cerimônia de posse, carregada de simbolismos e esteticamente bela, com certeza houve aqueles que lembraram com saudade, carinho e gratidão dos párocos anteriores que construíram a história da igreja da Paulicéia.

Coube aos mais antigos lembrarem-se da figura paternal e folclórica do Pe. João de Echebarria Torre, construtor da matriz e da casa paroquial. Sua face bondosa e enigmática, eternizada em foto na porta da sacristia, ajuda as gerações mais novas e conhecerem um pouco deste grande pastor, que jamais será esquecido.

Houve também quem recordasse o Pe. Oscar Ferraz do Amaral, o 1º. Pároco, quando ainda as missas eram celebradas na capelinha, construída pela família Nardin. Pe. Oscar, exorcista, figura exagerada e controversa, que abandonou a fé católica e o próprio sacerdócio, após 27 anos de ordenação.

Fez-se presente também a figura ilustre e imponente de Mons. José Nardin, em sua inseparável batina preta, grande orador, cativante em suas palavras trabalhadas como pedras preciosas e pelo amor e zelo á liturgia. Acompanhou os últimos anos de vida do Pe. João e assumiu a paróquia após a sua morte.

Como não citar e recordar a pessoa de Dom Aniger Francisco de Maria Melillo, 2º. Bispo de Piracicaba, que se tornou pároco em 1978, dirigindo a paróquia por sete meses. Gesto humilde e generoso do saudoso bispo que transferiu o palácio episcopal para a Rua Antonio Bacchi, 1065 e neste humilde endereço atendeu o povo simples da periferia, exercendo seu ofício de bispo e de pároco, com a ajuda do então seminarista Rubens Marin, hoje Monsenhor, e dos Freis capuchinhos da Igreja dos Frades.

A transição da paróquia aos xaverianos coube aos Pe. Joaquim de Paula Correa. Ex redentorista, com voz de trovão, enérgico, com fama de bravo, impaciente e duro, mas com coração de menino e cheio de zelo pela igreja.

N a noite de 13 de fevereiro de 1981, com a presença de Dom Eduardo Koaik, então bispo diocesano, os xaverianos assumiram a paróquia. Estiveram presentes á este momento histórico: Mons. Luiz Gonzaga Giuliani, chanceler, Pe. Joaquim de Paula Correa, Pe. Rafael Bartoletti, 1º. Pároco Xaveriano, Pe. Giuseppe Chiarelli, Pe. Francisco Javier Del Valle Paredes, Pe. Luigi Médici, Pe. Stanislao Pirola . Junto com o povo estavam 13 seminaristas xaverianos que vinham de Campo Mourão para o seminário que passaria a funcionar na casa paroquial da Paulicéia e que teria na pessoa do Pe. Giuseppe Chiarelli, Pe. Zezinho, a figura do reitor.

Nestes 30 anos muitos missionários xaverianos passaram pelo altar do Imaculado Coração de Maria e muito foi conquistado, tanto no campo espiritual como material. Registrar o nome destes xaverianos é uma forma de gratidão.

Foram nomeados párocos:

Pe. Rafael Bartoletti, Pe. Jose Ibanez Serna, Pe. Francisco Javier Del Valle Paredes (atual bispo de Campo Mourão/PR), Pe. Celito Nuermberg, Pe. Gino Masini, Pe. Luiz Pinto de Toledo, Pe. Dante Volpini, Pe. Domenico Borrotim e Pe. Giovanni Murazzo.

Foram vigários paroquiais ou reitores do seminário:

Pe. Giuseppe Chiarelli, Pe. Jaime Doneda, Pe. Arnaldo de Vidi, Pe. Jose Eugenio de Oliveria Menezes, Pe. Jose Maria Ribeiro, Pe. Jair Julião, Pe. João Bortolocci Filho, Pe. Sandro Zanchetti, Pe. Roberto Mazziero, Pe.Mario Codani, Pe. Roberto Beduschi, Pe. Vicente Tonetto, Pe. Mario Tognali, Pe. Mario Minutti, Pe. Romano Codini, Pe. Justin Muchapa Tunguli, Pe. Carlos Marcelo Franz e Pe. Wagner Rodrigues Pereira.

Toda esta herança foi entregue ontem aos cuidados do Pe.Giovanni Murazzo que, formando comunidade com Pe.Mario Tognali e Pe. Wagner Pereira Rodrigues, continuarão dirigindo a comunidade de fiéis de quase 40.000 pessoas, confirmando-os na fé e na caminhada.

O desafio é grande, mas a Graça é maior.

Nenhum comentário: